O ESSENCIAL DA VIDA. XXXI Domingo Comum
Data: 03/11/2018

O ESSENCIAL DA VIDA.
XXXI Domingo Comum

Celebramos na esperança e na fé, na memória e na gratidão, os que viveram o mandamento novo do amor: os santos, os nossos irmãos que nos precederam na história e na vida! Jesus diz-nos que "quem ama e acredita, viverá para sempre!"
Hoje, no Evangelho, na sequencia da primeira leitura, Jesus propõe-nos o mandamento fundamental da vida: AMAR A DEUS E AO PRÓXIMO!
Como se pode concretizar este Duplo Mandamento?
Eis algumas simples sugestões:
1. Sorrir. Às vezes podemos nem perceber, mas, ao sorrir, aliviamos a carga dos que estão ao nosso redor: na rua, no trabalho, em casa, na faculdade.
2. Agradecer. Nunca deixe de agradecer. A gratidão expande a alma.
3. Recordar às pessoas o quanto você as ama.
4. Cumprimentar essas pessoas que vê diariamente.
5. Escutar a história das pessoas sem preconceito. Cada história que lhe contam o unem mais aos outros: seus filhos, o seu cônjuge, o professor, suas preocupações e alegrias.
6. Parar para ajudar. Não interessa se é um problema de matemática, uma simples pergunta ou alguém com fome na rua. A ajuda nunca é demais. Todos nós precisamos uns dos outros.
7. Motivar as pessoas. Tente fazer sorrir a vida de alguém, para aliviar o seu desânimo e ver que nem tudo na vida é ruim. É sempre bom saber que existe alguém que nos ama e que está ao nosso lado.
8. Comemorar as qualidades e conquistas dos outros. Nunca deixe de celebrar as alegrias das pessoas que convivem consigo, as suas qualidades, conquistas, boas ações. Simples frases como “Parabéns!”, “Fico feliz por si”, podem alegrar o dia de uma pessoa.
9. Doar tempo e algo de si. Isto ajuda a valorizar o que temos e somos, engrandece o nosso coração e pode fazer as outras pessoas felizes.
10. Ajudar para que outra pessoa descanse. Isto pode ser vivido especialmente nas famílias. A vida fica mais leve quando nos ajudamos mutuamente .
11. Corrigir com amor.
12. O amor não somente sabe corrigir, mas também perdoar.
13. Ser atencioso com os que estão perto de si.
15. Ligar para os seus pais e avós ou netos... etc....etc...
Diz-nos Santo Agostinho: «Quando silencias, que seja por amor; quando falas, fala por amor; quando corriges, que seja por amor; quando perdoas, que seja por amor; haja em ti a raiz do amor, porque desta raiz só pode derivar o bem». Quem é guiado pelo amor, quem vive a caridade plenamente é guiado por Deus, porque Deus é amor» (Sto. Agostinho).


fechar