A PARTILHA XVII Domingo Comum
Data: 28/07/2018

A PARTILHA
XVII Domingo Comum

A liturgia deste Domingo dá-nos conta da necessidade do sentido da partilha e da generosidade: O Pão deverá e tem de chegar a toda a gente. O profeta Eliseu, ao partilhar o pão que lhe foi oferecido com as pessoas que o rodeiam, testemunha a vontade de Deus em saciar a “fome” do mundo. No Evangelho Jesus, o Deus que veio ao encontro dos homens, sensibiliza-se com a fome da multidão que O segue e convida os discípulos a deixarem a lógica do egoísmo e da inveja e a assumirem uma lógica de partilha. Como podemos assumir uma atitude de partilha? Como poderemos ser generosos nos pequenos e nos grandes gestos da vida?

Vamos ter presente as seguintes maneiras de partilha:
Eis simples gestos de partilha que o tornam mais feliz :

1. Sorrir. Às vezes podemos nem perceber, mas, ao sorrir, aliviamos a carga dos que estão ao nosso redor: na rua, no trabalho, em casa, na escola.
2. Agradecer. Receba tudo como um presente, mesmo se estiver pagando por isso. Agradeça sempre. A pessoa agradecida é mais feliz.
3. Recordar às pessoas o quanto as ama . Carinho, palavras de ternura nunca são demais. Se Jesus não se tivesse feito carne, nós jamais teríamos entendido que Deus é amor.
4. Cumprimente as pessoas que vê diariamente. O porteiro, o recepcionista, o vizinho, o amigo, o responsável, toda a pessoa com se cruza consigo na estrada da vida. Ao cumprimentá-los, você recorda-lhes o quanto são importantes e o quanto os valoriza.
5. Escutar a história das pessoas sem preconceito. Sem julgar e sem pedras na mão.
6. Parar para ajudar. Não interessa se é um problema de matemática, uma simples pergunta ou alguém com fome na rua; ou a esposa, o esposo, o filho, o filho, a avó. A ajuda nunca é demais. Todos nós precisamos uns dos outros.
7. Motivar as pessoas. Tente aliviar o desânimo de alguém. É sempre bom saber que existe alguém que nos ama e que está ao nosso lado. Tente sempre dar ânimo.
8. Comemorar as qualidades e as conquistas dos outros. Nunca deixe de celebrar as alegrias das pessoas que convivem consigo, as suas qualidades, conquistas, boas ações. Simples frases como “Parabéns!”, “Fico feliz por si”, “fica bem com a cor ou com essa roupa que usa”.
9. Ajudar para que outra pessoa descanse. Isso pode ser vivido especialmente nas lides familiares ou no trabalho. A vida fica mais leve quando nos ajudamos mutuamente nas responsabilidades quotidianas.
10. Corrigir com amor. O amor não somente sabe corrigir, mas também perdoar, aceitar e seguir em frente. Não tenha medo de corrigir, sempre sem ser com ar de superioridade.
11. Visitar uma pessoa que está só.
12. Ajudar os outros nas suas dificuldades. São muitos detalhes ao seu alcance, e as pessoas não vão se esquecer do bem que lhes fez.
13. Ligar aos seus pais, aos filhos a uma pessoa amiga. Estar atento ao que eles precisam ou simplesmente ligar para saber como estão é algo que não custa muito e é um gesto de gratidão enorme.

14. Elogie sempre. Agradeça. Olhe com esperança para o outros. Veja no outro um irmão...


fechar