DIA DE PORTUGAL! Que valores? X DOMINGO COMUM
Data: 09/06/2018

DIA DE PORTUGAL! Que valores?
X DOMINGO COMUM

Celebramos neste dia 10 de Junho o dia de Portugal, de Camões e das comunidades portuguesas! Um país, como uma família, como uma pessoa, uma paróquia, não cresce sem identidade, sem memória, sem ideais, sem valores. Que ideais propomos hoje às nossas crianças, aos jovens, às famílias? Que valores seguimos e abraçamos na vida?
Esta semana que vai entrar inicia-se o campeonato do mundo do Futebol. Este desporto, que arrasta multidões, sobretudo na Europa e na América Latina, é um divertimento, um passatempo, mas não é a vida. Perder e ganhar é desporto. Não vale tudo para ganhar. Velasquez, no seu livro "Futebol com alma", diz-nos que a alma deste desporto são os valores. Eis uma história edificadora, no meio de tanta tralha:
Aconteceu na Holanda, num jogo de futebol. Um jogador do Ajax escorregou e ficou caído no chão. Um dos jogadores da equipa adversária atirou a bola para fora, para que o jogador magoado fosse atendido. Quando o jogador foi recuperado, o lançamento da bola pertenceu ao Ajax. E como manda o desportivismo, um jogador desta equipa chutou a bola para o campo adversário. Só que o fez desajeitadamente e, sem querer, acabou por meter um golo. Perante isto, todos os jogadores, incluindo o que fez o golo, ficaram atrapalhados. Mas o árbitro considerou o golo válido. A bola voltou ao centro e o jogo prosseguiu com aquele resultado injusto. Em poucos momentos, os jogadores do Ajax, com admirável espírito desportivo (pouco se vê) tomaram rapidamente uma resolução: ficarem todos quietos para permitir à equipa adversária fizessem eles também um golo para repor a justiça no resultado. Impressionante o sentido de justiça do Ajax e o bom entendimento de toda a equipa para que nenhum se movimentasse. Eles queriam ganhar, mas a vitória teria de ser “limpa e justa”.Todos precisamos de aprender com exemplos de honestidade.
Catequese e valores.
Estamos a terminar um ano de catequese. Hoje, na nossa paróquia realiza-se o encontro diocesano de catequistas. Participam centenas de catequistas. Agradecemos aos pais que se empenharam em transmitir valores aos seus filhos, a celebrar a fé com eles, a dar-lhes um sentido para a vida. A nossa gratidão aos catequistas, pelo seu empenho em preparar as sessões de catequese, em actualizar-se na formação às terças-feiras; pela sua disponibilidade de tempo e pelo seu testemunho de carinho e de fé. Na Liturgia da Palavra deste domingo, através de uma história, o autor da 1ª leitura ensina-nos que, quando não assumimos as nossas responsabilidades escondemo-nos e temos medo, fugimos de Deus, culpabilizamos os outros (Adão-Eva-Serpente). Daqui nascem os ódios, as vinganças, as guerras. No Evangelho, Jesus propõe-nos que o antídoto do pecado. Esta é a fonte de toda a alegria. Mas também a fonte para vivermos bem como sociedade, como nação, como equipas, como pessoas, como famílias. È por isso que todos nos devemos catequizar.


fechar