AMAR À MODA DE JESUS... VI DOMINGO DA PASCOA
Data: 05/05/2018

AMAR À MODA DE JESUS...
VI DOMINGO DA PASCOA

Celebramos neste Domingo o dia da mãe. Não existem mães nem maternidade sem verdadeiro e profundo amor, sem doação, sem entrega, sem sorrisos e sem lágrimas! Na 2ªe leitura deste domingo, S. João diz-nos que amar é ser como Deus, pois Deus é amor. Jesus, no Evangelho, fala-nos naquilo que é central na vida cristã: amar como Deus nos ama e amar o outro como a si mesmo! Jesus assume o amor do Pai, identificando-se com Ele. Depois convida os seus discípulos a fazerem o mesmo. A lógica de Jesus é: eu amei-vos, agora fazei o mesmo aos outros. E Jesus ama-nos dando-se e entregando-se, colocando-se ao serviço, comendo e dando a comer na Eucaristia, morrendo por amor, ressuscitando para nos dar a vida em plenitude. Quem ama e quem se dá a uma causa, a sua vida não pode acabar no nada e na derrota:. Pelo contrário, "quem e quem acredita viverá sempre".
Certa vez, perguntaram a uma mãe qual era seu filho pre¬ferido, aquele que ela mais amava, pelo qual sentia mais alegria. Ela, com um suave sorriso, baixou a cabeça por alguns instantes e respondeu:
- Amigo, nada é mais volúvel do que o coração de uma mãe.
Sem entender o que ela quis dizer, voltaram a perguntar: - Como assim? Não entendi.
A mulher, olhando nos olhos de seu interlocutor, respondeu:
- Vou responder detalhadamente à sua pergunta, de for¬ma que entenda, tendo como base o coração de uma mãe: o meu filho predileto, aquele a quem me dedico de corpo e alma, é o meu filho doente, até que sare; o que partiu, até que volte; o que está cansado, até que descanse; o que está com fome, até que se alimente; o que está com sede, até que beba; o que está estudando, até que aprenda; o que está nu, até que se vista; o que não trabalha, até que se empregue; o que namora, até que se case; o que casa, até que seja feliz no casamento; o que é pai, até que crie seus filhos; o que prometeu, até que cumpra; o que chora, até que seja consolado...
No Evangelho, Jesus define as coordenadas do “caminho” que os seus discípulos devem percorrer, ao longo da sua marcha pela história… Eles são os “amigos” a quem Jesus revelou o amor do Pai; a sua missão é testemunhar o amor de Deus no meio dos homens. Através desse testemunho, concretiza-se o projecto salvador de Deus e nasce o Homem Novo.

- “Ando à procura de amigos” - disse o Principezinho!
- “Os homens agora já não têm tempo para conhecer nada”! – disse a raposa – “Compram as coisas já feitas nos vendedores. Mas como já não há vendedor de amigos, os homens não têm amigos.”


fechar