HUMILDADE SEM SERVILISMO: 31º Domingo Comum
Data: 04/11/2017

HUMILDADE SEM SERVILISMO
31º Domingo Comum
Num acampamento de amigos era necessário escolher alguém para a chefia do grupo. Seria o representante de todos, o coordenador das actividades, o responsável pela ordem etc. Fizeram uma votação. Quando o resultado foi anunciado, o mais votado começou por dizer:
– Eu não sou digno dessa escolha. Há outros que tem mais capacidades do que eu. Não sei se serei capaz de ser o chefe que esperais…
Então um colega sugeriu que se escolhesse outro para o seu lugar.
– Caramba – disse o primeiro – já não se pode fazer um acto de humildade?
E não abdicou do seu novo cargo.
Também nós gostamos de ser importantes.


Jesus Cristo lembra-nos que quem se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado. Ser bom é importante mas o importante é ser bom. O homem grande é silenciosamente bom. É poderoso, mas sem exibir poder. Adora o que é sagrado, mas sem fanatismo. Carrega fardos pesados, com leveza e sem gemidos. Orienta, mas sem arrogância. É humilde, mas sem servilismo.
A liturgia deste domingo é um elogio à disponibilidade, ao espírito de serviço, ao espírito de simplicidade e humildade. O Evangelho dá conta de uma das mais profundas divergências entre a proposta de Jesus e a cultura contemporânea… Os valores que governam o nosso mundo garantem-nos que a realização plena e a felicidade do homem dependem da posição a que ele conseguir elevar-se na estrutura hierárquica da comunidade em que está inserido (social, religiosa, profissional…) e do poder, da importância, do reconhecimento que ele souber granjear, da sua capacidade de obter sucesso; Jesus garante-nos que a realização plena do homem depende da sua capacidade de amar e de servir, de ser simples …


HUMILDADE
"quem é humilde será exaltado"...
De todas as virtudes, a humildade parece ser uma das mais difíceis de se alcançar. Eis algumas características da pessoa humilde e simples.
1. Procure descobrir o melhor de cada um.
2. Elogie sinceramente as pessoas
3. Não demore para reconhecer os seus erros
4. Seja o primeiro a pedir perdão após uma discussão
5. Reconheça as suas qualidades, limitações e necessidades.
6. Deite para longe a mania de ser o maior
7. Sirva os outros sem esperar nada em troca
8. Faça de cada dia um dia para crescer mais, sabendo que nunca será perfeito/a.
9. Reconheça a mão de Deus nas suas qualidades...
É importante abrir os olhos da alma e considerar que não temos nada absoluta e totalmente nosso. Deus nos criou e nos deu qualidades e capacidades, por amor e para colocar ao serviço. Nunca se esqueça de agradecer ao seu Criador por todo os dons recebido.


fechar